Arquivos mensais: fevereiro 2015

China Promove Exportação de Equipamentos de Grande Porte

Wang Xiaotao, o vice-diretor da Comissão Nacional do Desenvolvimento e Reforma da China, participou na coletiva realizada dia 06/02, para explicar as novas políticas do Conselho de Estado. Segundo ele, a China vai se esforçar para desenvolver o processo de exportação de equipamentos de  grande porte , tais como na área ferroviária ou na energia nuclear, no mercado internacional.

O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, presidiu no dia 28 de janeiro, uma reunião do conselho de estado para divulgar o plano de aceleração da exportação dos equipamentos chineses de ferrovias, energia nuclear, linha de produção para material de construção etc. O primiê chinês enfatizou para uma cooperação energética internacional mais profunda.

Wang Xiaotao explicou na coletiva, a ideia essêncial desta reunião do conselho de estado.

Primeiro, a China quer promover a exportação de grandes equipamentos tais como nas áreas ferroviárias e produção de energia nuclear. Segundo, a China quer fortalecer a exportação de equipamentos completos fora do país, nas áreas de telecomunicação, eletricidade, construção de navios ou material de construção, através dos investimentos e aquisições ultramarinas, aumentando a capacidade empresarial e de pesquisa transnacional. Terceiro, a China quer desenvolver uma cooperação energética internacional em áreas como, têxtil, aço e metais não-ferro, para apoiar as empresas chinesas a construir uma linha de produção completa fora do país, e para realizar a exportação de produção, técnologia e padrões técnicos.

Além da importância para a exportação de equipamentos grandes no mercado internacional, a reunião garantiu também que o governo irá oferecer uma política de benefício para este processo, tais como uma conveniência no financiamento. Porém, uma fiscalização mais rigorosa ao investimento ultramarino, e a evitação da competição maligna, foram levados também na reunião do conselho de estado.

Segundo as estatísticas de 2014, a China criou um volume total de 2,1 trilhões de RMB para a exportação de equipamentos grandes, correspondendo a cerca de 17% de toda a exportação do país. O setor surgiu com uma grande esperança, especialmente o equipamento ferroviário, que já deu entrada em mais de 80 países. Em 2014, o setor ganhou uma soma total de 4 bilhões de dólares de contrato, ocupando uma propoção de 10% do setor em todo mundo.

Na coletiva, Wang Xiaotao comentou a exportação de equipamento ferroviário chinês no mercado internacional.

Temos o princípio de benefício mútuo e de desenvolvimento comum para a exportação dso nossos produtos ferroviários. A nossa exportação deverá considerar não só uma exportação dos nossos produtos, como também uma cooperação mais ampla com os governos e empresas locais, possibilitando uma maior participação das forças locais. Além disso, no processo de internacionalização, precisamos também de aprender as experiências de administração das empresas nos outros países, aumentando a competitividade das nossas empresas no mercado internacional.

Em relação à exportação do produto ferroviário, o setor de produção dos produtos de energia nuclear também foi muito destacado.

Wang Xiaotao disse que o objetivo do setor do produto de energia nuclear na próxima fase, é uma combinação das forças mais avançadas da China, com o objetivo de criar um novo modelo de cooperação transnacional, e aumentar a competitividade dos nossos produtos nucleares no mercado internacional. Entretanto, a negociação nos países que têm mais espaço de mercado também é necessária.

Na coletiva, Wang Xiaotao revelou também que a Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento, está a organizar um plano completo para lançar as políticas relativas no apoio ao processo de exportação de equipamentos grandes no mercado internacional.