Arquivos mensais: Abril 2014

Exposição Automobilística Internacional de Beijing, China.

A Exposição Automobilística Internacional de Beijing de 2014

Realizada a cada dois anos, é a maior expo de automóveis e autopeças da China.
Realizada a cada dois anos, é a maior expo de automóveis e autopeças da China.

Com tema “Carros fazem o futuro melhor”, a exposição deste ano atraiu mais de duas mil fábricas automobilísticas, provenientes de 14 países e regiões. Um total de 1.134 carros está sendo exibido, incluindo 118 lançamentos mundiais. Também há 71 automóveis de concepção tradicional e 79 de novas energias. A Corporação Automobilística de Dongfeng, com sede na cidade de Wuhan, no centro da China, exibe cerca de 150 carros desta vez, lançando quatro carros novos. O presidente da empresa, Xu Ping, apresentou a participação de Dongfeng na exposição:

“No evento deste ano, expomos uma variedade diversificada de modelos. Trazemos carros para o uso familiar e comercial de todas as 12 filiais, inclusive marcas tanto de capital chinês, como de jointventures. A área do estande de nossa empresa também é a maior na história, cobrindo 12 mil metros quadrados.”

A empresa de automóveis BYD se situa na cidade de Shenzhen e é outra marca automobilística famosa da China. Na exposição de Beijing, a BYD lançou um SUV de nova energia recém desenvolvido. O modelo é batizado de “Tang” e foi fabricado com várias tecnologias avançadas. O presidente da empresa, Wang Chuanfu, disse:

“A aceleração de velocidade de zero até cem quilômetros por hora do Tang só precisa de 4,9 segundos. Por que é tão rápido? A razão é que o SUV tem três ‘corações’, um é o motor de turbocompressor de 2.0 e os restantes são dois motores de eletricidade, colocados respetivamente na frente e na traseira do veículo. Isso parece puxar um carro com três cavalos. O tempo menor que 5 segundos para essa aceleração era tecnologia exclusiva para automóveis de luxo, mas o Tang rompeu essa convenção e permite que mais pessoas experimentem a rapidez de carros-esporte.”

Na exposição de automóveis de Beijing de 2014, as marcas chinesas e de jointventures coincidiram em promover os SUVs e os carros movidos a novas energias. A situação mostra uma nova tendência de demanda e desenvolvimento automobilísticos na China. Além de empresas chinesas, marcas famosas da Alemanha, França, EUA, Reino Unido, Japão e Coreia do Sul também participam do evento. Algumas marcas de luxo que ainda não se vendem na China aceleram seus passos para abrir o mercado do país. O chefe executivo da marca britânica McLaren, Mike Feluitt, explicou a estratégia da empresa na China:

“Estamos muito felizes por trazer nossos carros esportivos de nível mais alto para os visitantes chineses. Os chineses só poderão gostar e comprar automóveis de McLaren uma vez que os vejam, pessoalmente. A meta de nossa empresa para este ano é vender 150 carros na China. Tenho muita confiança no potencial do mercado chinês.”

A produção e a venda de automóveis na China superaram os 21 milhões de unidades em 2013, fazendo o país passar a ser o maior mercado automobilístico mundial por cinco anos consecutivos. A Associação de Manufatureiros Automobilísticos da China prevê um aumento de entre 8% e 10% para a fabricação e compra de carros na China, neste ano. A expansão vertiginosa do mercado chinês é muito atraente para as empresas do setor.

Fonte: CRI Online